Artigos PSB

PSB e a continuação de um projeto de nação: o trabalhismo...

Por Cássio Moreira Em artigo anterior escrevi (http://sul21.com.br/jornal/2012/06/o-nacionalismo-economico-da-era-varga... leia mais

Considerações sobre “Trabalhismo, Socialismo, Capitalismo”...

Por Cássio Moreira Em artigo anterior, mencionei o fato de o PT ser o maior partido trabalhista do país na atualidade e... leia mais

O Golpe de 1964 foi contra o Trabalhismo ...

Por Cássio Moreira Em primeiro de abril de 1964 acontecia o golpe civil-militar, ou para alguns a revolução de 31 de ma... leia mais

O PSB e o governo Fortunati...

Por Antônio Elisandro de Oliveira As motivações do PSB de Porto Alegre para aceitar o convite do prefeito José Fortunat... leia mais


Passadas as comemorações do Dia Mundial da Água, em 22 de março, faz-se importante uma reflexão sobre quanto este bem natural é cotidianamente fundamental para nossas vidas e quanto é necessária atenção contínua às formas e modos do seu uso. É preciso atenção e consciência permanentes, porque sempre é possível desenvolver novos hábitos para melhorar. O papel de cada um é tão importante quanto o dos órgãos competentes. As pequenas atitudes se somam e têm contribuição significativa no panorama geral.

A última pesquisa do Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS) mostra que a Capital gaúcha tem um índice de perdas de 26,2%, melhor que a média nacional de 36%, mas ainda longe de uma meta factível de 20%. Por isso é que o Dmae não descuida, por exemplo, do Programa Consumo Responsável, que atende comunidades carentes com redes de baixo custo: entrega água de qualidade, garante saúde e combate perdas e desperdício.

Tratar e distribuir água são processos onerosos, de muito trabalho e responsabilidade, porque têm reflexo direto na vida das pessoas. E o controle do esgotamento sanitário faz parte disso, porque quanto mais eficaz for a coleta e o tratamento de esgoto, melhor será a qualidade da água captada e menores os custos de tratamento. A universalização destes serviços em Porto Alegre está prevista para 2030, portanto temos ainda um longo caminho a percorrer.

O Guaíba é a fonte de água em Porto Alegre. Dele são retirados 6m3 (seis mil litros) por segundo para levar às estações de tratamento: apenas 0,5% da vazão total do lago. Isto nos afasta do problema de quantidade, como o que temos acompanhado no Sudeste, mas reforça a necessidade de cuidados com a qualidade e o combate a perdas e desperdício. Só assim poderemos ter certeza de que não teremos problemas no futuro. As datas especiais dão visibilidade e ajudam a conscientizar, mas a demanda é permanente pela preservação deste recurso imprescindível e com o qual devemos conviver em harmonia.

 

Diretor-geral do Departamento

Municipal de Água e Esgotos/Dmae

 

©Copyleft © 2012 PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO -  DIRETÓRIO DE PORTO ALEGRE
Desenvolvido sob licença GNU/GPL.