Artigos PSB

PSB e a continuação de um projeto de nação: o trabalhismo...

Por Cássio Moreira Em artigo anterior escrevi (http://sul21.com.br/jornal/2012/06/o-nacionalismo-economico-da-era-varga... leia mais

Considerações sobre “Trabalhismo, Socialismo, Capitalismo”...

Por Cássio Moreira Em artigo anterior, mencionei o fato de o PT ser o maior partido trabalhista do país na atualidade e... leia mais

O Golpe de 1964 foi contra o Trabalhismo ...

Por Cássio Moreira Em primeiro de abril de 1964 acontecia o golpe civil-militar, ou para alguns a revolução de 31 de ma... leia mais

O PSB e o governo Fortunati...

Por Antônio Elisandro de Oliveira As motivações do PSB de Porto Alegre para aceitar o convite do prefeito José Fortunat... leia mais


Por Antônio Elisandro de Oliveira

As motivações do PSB de Porto Alegre para aceitar o convite do prefeito José Fortunati foram de natureza essencialmente política. Antes do projeto partidário, há o interesse público, com a possibilidade de contribuirmos na gestão da capital gaúcha.

Nada mais natural que estabelecermos parcerias programáticas, eleitorais e solidárias reciprocamente com o PDT. Esta engenharia busca evitar a tendência hegemônica de determinada força política, que não valoriza os aliados. O objetivo maior é a realização de uma gestão eficiente em Porto Alegre, a exemplo do que faz o governador Eduardo Campos, em Pernambuco, que busca fazer mais com menos recursos, de maneira a se entregar melhores serviços a toda população, especialmente a parcela mais carente dos serviços públicos. 

Nossa proximidade com a prática política e o trabalho do governo Fortunati não é de hoje, já existindo diversos pontos de contato e relações de apoio. A postura do nosso vereador Airto Ferronato, na Câmara Municipal, sempre foi colaborativa com projetos importantes do governo e do interesse da cidade. Da mesma forma podemos citar a relação produtiva e respeitosa que mantemos em diversos projetos ligados aos movimentos sociais e comunitários. Além disso, há uma forte identidade programática entre socialistas e trabalhistas.

Não descartamos ou renegamos nossa posição na eleição de 2012, pois participamos de uma candidatura que fez um debate sério sobre a cidade. Mas a população optou amplamente pela continuidade do atual governo. O prefeito reconheceu pontos fracos da gestão e da cidade, comprometendo-se em melhorá-los. Isso significa que a administração absorveu elementos do debate da campanha eleitoral propostos pelas candidaturas de oposição, principalmente pela candidata Manuela. Podemos citar especialmente as questões relativas à administração da saúde, agregando mais agilidade e tecnologia aos serviços públicos, bem como a preocupação do nosso Vereador Paulinho Motorista com a mobilidade e o transporte coletivo, além da eficiência da gestão e o papel de indução no desenvolvimento do município.

Com relação à escolha de Ferronato para liderar as pautas do governo na Câmara Municipal, entendemos como um convite pessoal, que o vereador ficou livre para aceitar à medida que decidimos entrar no governo. Entretanto, sabemos da capacidade de escolha do prefeito, que indicou o vereador João Dib como seu líder nos dois anos anteriores. Quem acompanha o trabalho da Câmara Municipal, sabe que, mesmo aqueles que divergiam das ideias de Dib, reconheciam nele um vereador de grandes qualidades. Da mesma forma, acreditamos na capacidade de diálogo e articulação do nosso líder da bancada, que representará o governo com muita dedicação.

Aceitamos, por fim, uma participação modesta no governo de Porto Alegre, inclusive sem presença no primeiro escalão, com o objetivo primeiro de contribuir com o município. No governo, vamos reafirmar nossas ideias e experiências com a boa gestão, a inovação e o desenvolvimento, o trânsito seguro e, especialmente, a relação respeitosa e autônoma com as comunidades e os movimentos sociais. 

 

* Presidente do PSB de Porto Alegre

 

©Copyleft © 2012 PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO -  DIRETÓRIO DE PORTO ALEGRE
Desenvolvido sob licença GNU/GPL.